Categoria: Roteiros (page 1 of 8)

Salvador: conheça as melhores opções de hotéis, comidas e pontos turísticos

Não perca mais tempo e comece a planejar a sua viagem para Salvador com esse guia completo, que conta com as melhores opções para você ter uma experiência inesquecível nessa cidade!

Fonte: Wikimedia

Você tem vontade de conhecer um dos melhores lugares para viajar no Brasil e se pergunta sobre o que fazer em Salvador? Qual hotel se hospedar? O que comer? Onde ir?

Com esse guia completo de viagens, ficará muito mais fácil planejar a sua viagem para essa cidade cheia de cores, culinárias diversificadas e um povo tão receptivo.

O Viajanet preparou para você uma lista completa de lugares para conhecer, com os prós e contras de cada um dos pontos turísticos, além de outras curiosidades sobre a cidade.

Você vai saber tudo o que é necessário para conhecer Salvador e pode fazer isso consultando o índice a seguir.

Fonte: Wikimedia

Guia sobre Salvador

O que fazer em Salvador?
Ilha dos Frades
Pelourinho
Casa do Rio Vermelho
Praia do Porto da Barra
Praia Farol da Barra
Praia do Flamengo
Igreja e Convento de São Francisco
Igreja de Nosso Senhor do Bonfim
Ponta de Humaitá
Arena Fonte Nova
Vida noturna em Salvador
Salvador: onde ficar? Veja os melhores hotéis da cidade
Culinária baiana: conheça os melhores pratos de Salvador
Temperatura em Salvador: saiba qual a melhor época para viajar
Aeroportos mais próximos da cidade
Passagens aéreas para Salvador

 

Fonte: Wikimedia

O que fazer em Salvador?

Salvador é uma cidade repleta de opções para passeios, desde as lindas praias, até o centro cultural e histórico, que conta com diversas igrejas e é inclusive, considerada um dos melhores lugares para viajar no Nordeste.

Esse é um destino que oferece diversas opções para os turistas. Confira a seguir quais os dez principais pontos turísticos da cidade, com os seus respectivos prós e contras.

1. Ilha dos Frades

A Ilha dos Frades está localizada na Baía de Todos os Santos, um verdadeiro paraíso que está muito próximo a Salvador.

Para conhecer essa ilha, é necessário dirigir cerca de 1 hora e 20 minutos, até o Terminal Marítimo Madre de Deus e, após isso, basta pegar um barco que leva por volta de 20 minutos para chegar até a Baía de Todos os Santos, especificamente na Ilha dos Frades, que possui mais de 5 Km de extensão.

Prós: um dos principais prós dessa ilha é a qualidade da água, que é cristalina, possui uma temperatura agradável e bastante convidativa, ideal para mergulhos com snorkel e para banhos.

Contras: alguns turistas reclamaram de uma aglomeração para entrar na ilha, além do preço médio da passagem de barco para chegar ao local, que costuma ser geralmente R$ 60,00.

 

Fonte: Flickr

2. Pelourinho

Popularmente conhecido como “Pelô”, o Pelourinho está localizado no coração do Centro Histórico de Salvador e possui, como principal característica, um chão coberto por paralelepípedos.

Esse lugar é formado por um conjunto arquitetônico colonial e é considerado parte integrante do Patrimônio Histórico das Nações Unidas.

Popular entre turistas e moradores, o Pelô é uma verdadeira referência, sempre conectada a cidade de Salvador.

Prós: o lugar oferece uma variedade de restaurantes e comércios com artesões locais, que vendem peças de artesanatos que representam a cultura baiana.

Contras: muitos turistas relatam que é preciso tomar cuidado com a sua própria segurança pessoal durante o passeio pelo Pelourinho.

Fonte: Wikipédia

3. Casa do Rio vermelho

A Casa do Rio vermelho é na verdade, um grande memorial em homenagem a dois grandes escritores brasileiros: Jorge Amado e Zélia Gattai. Essa casa guarda memórias desses dois autores e valoriza a literatura nacional, enaltecendo a cultura brasileira.

Prós: esse museu conta com uma estrutura completa e possui uma loja que vende souvenirs, além de um café com opções deliciosas.

Contras: alguns visitantes reclamam da falta de guias para orientação durante a visita.

Fonte: Wikipédia

4. Praia do Porto da Barra

A praia do Porto da Barra é uma das mais frequentadas em Salvador, pois possui ondas calmas, uma água com temperatura bastante agradável, além de uma vista para o pôr do sol de tirar o fôlego.

Prós: essa praia é excelente para relaxar e aproveitar tudo o que é oferecido pelos comerciantes locais, principalmente as opções de gastronomia.

Contras: muitos visitantes reclamam dos preços altos cobrados nas barracas e quiosques da praia.

Fonte: Wikimedia Commons

5. Praia Farol da Barra

Essa praia é conhecida por possuir um farol, como o próprio nome sugere. Esse farol é usado por muitos turistas para fotos e ainda é possível mergulhar em piscinas naturais quando a maré está baixa.

Prós: a localização da praia é excelente, pois ela fica bem no centro de Salvador, o que facilita bastante a visita.

Contras: muitos turistas reclamam sobre a movimentação na praia, que é muito grande e com pouco espaço para ficar, devido a faixa de areia que é curta.

Fonte: Flickr

6. Praia do Flamengo

Assim como quase todas as praias do Nordeste, a Praia do Flamengo possui uma paisagem lindíssima e ideal para fotos, além de águas transparentes, com uma temperatura bastante convidativa.

Prós: a estrutura da praia é ótima para receber turistas, possui estacionamento facilitado, quiosques que oferecem guarda-sóis e cadeiras de graça ou com preços acessíveis.

Contras: as ondas desse mar são mais agitadas, por isso, ela é ideal para adultos e não muito recomendada para crianças.

Fonte: Wikimedia Commons

7. Igreja e Convento de São Francisco

A Igreja e o convento de São Francisco são consideradas as mais antigas construções da cidade de Salvador. Construídas no século 17 e 18, esses lugares são verdadeiros símbolos que contam a história da cidade.

Prós: a igreja possui um interior muito bem conservado, construída com detalhes ricos em ouro que enaltecem ainda mais a estrutura interna do local, baseada no estilo barroco.

Contras: alguns visitantes reclamam sobre a falta de guias para conduzir a visita na igreja, além da taxa cobrada para a entrada.

Fonte: Wikipédia

8. Igreja de Nosso Senhor do Bonfim

Essa igreja é uma das maiores referências do catolicismo em Salvador. Conhecida pelas famosas fitinhas do Senhor do Bonfim, muitos turistas costumam visitar esse lugar e enfeitar os braços, fazendo promessas e renovando a fé.

Prós: a igreja é excelente para fotos, pois há uma colina na parte externa que é repleta de fitinhas do Bonfim coloridas. Vale a pena também assistir uma missa, para sentir a energia do ambiente.

Contras: os ambulantes que vendem as fitinhas costumam tumultuar a entrada da igreja, o que pode causar incômodo.

Fonte: Wikimedia

9. Ponta de Humaitá

A ponta de Humaitá é um dos lugares mais charmosos de Salvador. Localizada no extremo sul da península de Itapagipe, esse belíssimo lugar possui um farol e um píer recentemente reformado, que garante lindas fotos e uma acomodação segura e apropriada para os visitantes.

Prós: vale muito a pena visitar a ponta de Humaitá, principalmente durante o pôr do sol, pois a vista do lugar é ainda mais privilegiada.

Contras: o lugar possui poucas opções de restaurantes, o que dificulta a visita, ainda mais se você pretende ficar o dia todo.

Fonte: Flickr

10. Arena Fonte Nova

Se você gosta de futebol, não pode deixar de incluir no seu roteiro de viagens a Arena Fonte Nova, que é palco de seleções clássicas em Salvador, como o time Bahia. O estádio possui uma ótima infraestrutura e iluminação, além de um estacionamento disponível para os visitantes.

Prós: a Arena conta com guias que compartilham a história do local, guiando os visitantes para conhecer toda a estrutura do espaço.

Contras: os preços gastos com alimentação e estacionamento, foram motivo de reclamação para muitos turistas.

Fonte: Flickr

Vida noturna em Salvador

A vida noturna em Salvador é repleta de sabores e cores. Existem muitas opções de passeios, que envolvem a cultura baiana e principalmente a culinária.

Você pode se aventurar e assistir algum festival ou evento em um dos teatros da cidade, como o Teatro Vila Velha ou o Castro Alves. Ainda há a opção de, simplesmente, frequentar um restaurante e saborear os frutos do Mar e a culinária local, típica de Salvador, disponível no Restaurante Barra Vento, por exemplo.

Fonte: Wikipédia

Salvador: onde ficar? Veja os melhores hotéis da cidade

Existem diversas opções de lugares para se hospedar em Salvador e escolher uma opção que ofereça um ótimo custo-benefício é essencial.

Um dos hotéis mais bem avaliados é o Fiesta Bahia Hotel, que possui, segundo os visitantes, uma ótima infraestrutura, que conta com uma piscina, sauna, café da manhã exclusivo, serviço de quarto e uma excelente localização.

Outra ótima opção para se hospedar na cidade é o Novotel Salvador Hangar, que fica muito próximo ao Aeroporto Internacional de Salvador e possui uma infraestrutura bastante ampla, com bar Lounge, piscina, serviço de quarto e uma academia bastante completa.

Agora, se você está procurando por um hotel que oferece um preço mais acessível, pode se hospedar no Hostel Torre, por exemplo. Esse hostel possui uma ótima localização, fica cerca de 5 minutos de distância do centro histórico da cidade e do famoso Pelourinho.

Fonte: Pixabay

Culinária baiana: conheça os melhores pratos de Salvador

A culinária baiana é influenciada, principalmente, por duas nações: África e Portugal.

É uma gastronomia marcada pelo uso do azeite de dendê, pimenta, leite de coco, gengibre, temperos e vários outros pratos muito característicos, como a moqueca, o vatapá e o acarajé.

O xinxim de galinha é um prato muito característico, que é preparado com frango, gengibre, castanha de caju e amendoim.

Por mais que pareça ser uma combinação inusitada, o gosto desse prato é aprovado pela população de Salvador, uma vez que esse é um dos pratos mais populares na cidade.

Se você gosta de pratos apimentados e marcantes, pode desfrutar da culinária baiana.

Mas, se você não quer arriscar tanto assim, saiba que em Salvador existem diversos tipos de restaurantes, que oferecem pratos diversos. É possível saborear desde a culinária italiana até a japonesa.

Fonte: Wikipédia

Temperatura em Salvador: saiba qual a melhor época para viajar

Por mais que pareça ser óbvio que em Salvador faz calor o ano inteiro, é possível destacar que existe uma época ideal para conhecer a cidade.

A temperatura na cidade, costuma variar entre 20ºC à 31ºC, raramente ultrapassando esses valores.

Durante o inverno, a tendência é que o clima seja morno e quase sem nuvens no céu.

Já no verão, a tendência é que o clima fique ainda mais quente e que apresente nuvens carregadas, a maior parte do dia.

Por isso, viajar no verão para Salvador não é muito inteligente, pela quantidade de chuvas que costumam aumentar durante essa época e que podem prejudicar os melhores passeios da cidade: as visitas às praias.

A melhor época para conhecer a cidade é entre o início de julho e final de outubro, pois nesse período, os índices de chuva são inferiores em relação aos outros meses do ano.

Se você deseja aproveitar sua visita sem inconvenientes, escolha essa época para viajar.

Fonte: Pixabay

Aeroportos mais próximos da cidade

Salvador possui um único aeroporto principal, o Aeroporto Internacional Dep. Luís Eduardo Magalhães, conhecido pela sigla SSA/SBSV.

Este aeroporto recebe tanto voos nacionais, quanto internacionais e possui uma estrutura completa, que faz conexões inclusive com outras cidades do estado.

No entanto, é possível encontrar uma gama de outros aeroportos em diversas cidades vizinhas e conhecidas, como em Alagoinhas, que possui o aeroporto SNAQ.

Nesse sentido, é totalmente possível conhecer, além de Salvador, outras cidades da Bahia, usando a gama de aeroportos que o estado oferece.

Fonte: Wikipédia

Passagens aéreas para Salvador

E aí, ficou com vontade de planejar sua viagem para Salvador?

Então confira os pacotes de viagens especiais do Viajanet, usando uma plataforma exclusiva que mostra quais são os melhores dias para viajar, de acordo com os preços mais baratos de passagens aéreas.

Não perca mais tempo, viaje com o Viajanet!

Melhores festas do mundo: 5 destinos aos quais você precisa ir

Viajar é sempre sinônimo de muita diversão. No entanto, escolher o destino e a data ideal certamente levará você para uma experiência exclusiva com direito a aproveitar um dos grandes eventos mundiais. Conheça cinco festas com estilos únicos espalhadas pelo mundo que você precisa ver de perto!

1. Festival do Universo Paralello – Bahia

Uma das melhores festas do Brasil acontece na Bahia. O Festival do Universo Paralello ocorre a cada dois anos, geralmente no período de réveillon. O evento conta com muita animação, arte e música eletrônica, proporcionando a ocasião perfeita para quem deseja passar dias de muita curtição, além de conhecer gente nova.

Festival Universo Paralello

O festival tem duração de sete dias e é realizado na Praia de Pratigí. Ele possui uma estrutura para quem deseja fazer camping ou uma hospedagem em barracas. Para chegar lá é muito simples, basta adquirir as passagens aéreas para Salvador e, de lá, pegar um traslado para a festa.

2. La Tomatina – Espanha

A província de Valência é palco de uma das festas mais divertidas do mundo. O La Tomatina é um evento tradicional da Espanha, realizado no mês de agosto, e reúne pessoas de todas as partes do mundo. As ruas de Buñol ficam repletas de pessoas e de tomates vermelhos e bem maduros – preparados para uma verdadeira batalha de tomates.

La Tomatina

3. Holi – Índia

O festival hindu é um dos mais belos do mundo e, geralmente, ocorre no mês de fevereiro ou março. O Holi tem duração de dois dias de uma verdadeira festa cheia de cores vivas. Durante a celebração para a chegada da primavera, muitas flores e tintas produzidas de pó de arroz são arremessadas, colorindo todo o ambiente e os foliões.

Festival Holi

4. Songkran – Tailândia

Quem adorava brincar com pistolas de água na infância certamente irá adorar o evento que acontece em Bangkok, na Tailândia. Tradicionalmente realizado no mês de abril, quando é comemorado o ano novo tailandês, o Songkran é uma das melhores festas de réveillon do mundo. Durante o evento ocorre praticamente um banho comunitário: os participantes utilizam balde e pistola de água para começar o festival das águas.

Festival Songkran

5. Carnaval de Ivrea – Itália

Também conhecido como “Batalha das Laranjas”, o Carnaval de Ivrea é tão famoso quando a folia do Momo que temos aqui no Brasil. Com muita animação e cores vivas, o evento reúne pessoas de diferentes regiões do mundo.

A festa foi criada para celebrar a libertação da cidade e também para criticar o ditador Biandrati Raineri – por esse motivo, é realizada a guerra das laranjas. Durante o evento, são formados diferentes grupos que iniciam o combate de guerra de frutas na Praça de Ivrea.

Carnaval de Ivrea

Viajar para Tailândia: saiba o que ver e apaixone-se pelo país

Passagens para TailândiaA Tailândia corresponde à imagem perfeita da união entre o exotismo, hedonismo e cultura que os turistas buscam, em um roteiro não muito usual. Visitar o país é conhecer um novo mundo, sendo apresentado a novos cheiros, cores, gestos, sabores e muito mais.

Seja na areia branca, na selva ou no asfalto, a Tailândia terá sempre um visual novo e surpreendente para te deixar maravilhado.

Conheça os motivos para adquirir agora as suas passagens aéreas e viajar para a Tailândia! Visite as belíssimas praias de Phuket e Koh Phi Phi, no Sul, ou conheça a grande influência do budismo no norte, com grandes templos e cidades sagradas!

Beleza de cartão postal

A Tailândia possui diversas paisagens que são dignas de um cartão de postal. Uma das mais conhecidas faz parte das Ilhas Phi Phi, que ficam no Mar de Andaman. Conhecidas mundialmente pelo filme “A Praia”, a região não possui uma infraestrutura turística, mas pode ser visitada de barco ou por quem deseja mais aventura e acampar na região.

Phi Phi Don é o local onde você pode ficar, para se hospedar e se alimentar com mais conforto sem ficar longe desse grande cartão postal.

Paisagem do cinema

Além do filme “A Praia” nas ilhas Phi Phi, o país foi usado como cenário para diversas outras cenas de cinema, inclusive da franquia do espião 007. Khao Phing Kan, desde 1974, tem sido chamada de “ilha do James Bond” devido ao sucesso que o filme fez e a quantidade de turistas que tomaram conhecimento do lugar por conta das telonas.

Quem visita Khao Phing Kan fica encantado! Além das águas claras, as formações rochosas são surpreendentes e rendem um visual romântico e inesquecível.

Uma visita à história

Em Ayutthaya você pode visitar a antiga capital do Reino de Sião – que ocupou essa posição por cerca de 400 anos, e que, em 1760, chegou a ser a maior cidade do planeta, com cerca de um milhão de habitantes, número muito expressivo para a época. Ali você também pode visitar um dos templos mais notórios do país, o Wat Mahathat, onde uma estátua de Buda continua em pé graças à proteção de uma árvore – que a envolveu em suas raízes, de modo que hoje estátua e árvore parecem ser um só.

A atual capital

Não deixe também de incluir em seu roteiro a charmosa e surpreendente cidade de Bangkok. Ela virou capital do Reino de Sião após a queda de Ayutthaya pelos birmaneses e desde então só tem feito crescer e se desenvolver, preservando as suas características mais tradicionais. Visite o Wat Pho, onde está um Buda Inclinado que chega a aproximadamente 50 metros.

Visite Bonito, o grande pólo de ecoturismo no Brasil

Bonito Passagens AéreasBonito é uma das cidades mais buscadas pelos amantes de ecoturismo no Brasil. Com rios de águas transparentes, cavernas, grutas e cachoeiras, flora e fauna exuberantes, você facilmente se sente em um paraíso natural em meio a essa mistura de Cerrado e Mata Atlântica.

A cidade, que está a 300 quilômetros da capital do Estado, Campo Grande, oferece diversas atrações para os seus visitantes. Em 2013, recebeu o prêmio de melhor destino de turismo responsável do mundo, na Feira World Travel Market, em Londres.

Veja algumas dicas para visitar a cidade aproveitando o melhor da região, e compre suas passagens aéreas aqui no ViajaNet!

Cartões-postais da cidade

Depois de comprar suas passagens aéreas para Bonito, prepare-se para conhecer os principais cartões-postais do município. Entre eles, a Gruta do Lago Azul se destaca, sendo usada para cenário de filmes e novelas. O lugar tem cerca de 60 milhões de anos e está tombado pelo Instituto Patrimônio Histórico e Artístico Nacional desde 1978. Em seu interior, a água cristalina se torna azul, devido à refração da luz. A profundidade do lago não é conhecida, pois o máximo que já chegaram foi a 87 metros – o suficiente para encontrar fósseis de animais pré-históricos, como de um tigre-dente-de-sabre e uma preguiça-gigante.

Após essa grande atração, você pode aproveitar para fazer um passeio de flutuação pelos rios da região. São várias as agências de turismo que oferecem esses passeios, envolvendo normalmente uma pequena caminhada pelas trilhas para chegar até os rios, enquanto se aproveita para conhecer a fauna local.

Aproveite também para fazer arvorismo – o deslocamento entre as copas das árvores nativas por meio de cabos de aço, madeira, corda e bambu. A atração pode chegar a 20 metros de altura e os visitantes contam com a infraestrutura necessária para garantir a proteção, além do auxílio de monitores.

A noite em Bonito

As atrações não são apenas pela manhã! Durante a noite, você pode aproveitar para passear pelo centro da cidade e conhecer a famosa praça da Liberdade – onde estão as esculturas do artista plástico Cleir. Na obra, estão representadas duas piraputangas, peixes abundantes da região.

Além disso, você pode desfrutar dos estabelecimentos comerciais que, nos dias de maior movimento, ficam abertos até as 22h, para garantir que todos os visitantes consigam fazer suas compras, além de degustar os sabores da região em charmosos restaurantes.

Descubra a Romênia: da gastronomia aos castelos

Com o ViajaNet você já descobriu que sempre é possível viajar barato com passagens aéreas em promoção. No entanto, alguns destinos, além de transporte em oferta, oferecem atrações, alimentação e muito mais com preços atraentes e que cabem no seu bolso, permitindo que você tenha grandes serviços por preços populares.

Este é o caso da Romênia, um dos países mais surpreendentes do continente europeu, e também bastante econômico: a moeda local, o leu romeno, é mais barato que o euro, moeda vigente nos demais países europeus.

Localizado ao Leste do Velho Continente, o país faz fronteira com Sérvia, Hungria, Bulgária, Ucrânia e República de Moldova, enriquecendo a sua diversidade através do contato com essas outras regiões.

A lenda que aquece a região

Bran, Romania - March 22, 2015: Bran Castle, also known as Dracula Castle. Its fame is created around Bram Stoker'€™s character, Dracula, often identified as Vlad Tepes (Vlad the Impaler).

Uma das histórias mais contadas – e que aquece o turismo até o dia de hoje – tem a ver com um notório personagem da literatura. Drácula, um dos personagens vampiros mais conhecidos da história, teria sido inspirado em Vlad Tepes, o príncipe da Valáquia – região da Romênia. A história conta que ele era tão cruel ao punir seus inimigos, que sua imagem inspirou o nascimento do Conde vampiro.

Por isso, tudo o que está relacionado a Vlad Tepes atrai a atenção de curiosos e amantes da literatura, dos seus castelos às suas relíquias. Afinal, há muitas pessoas que acreditam que Vlad III, como ficou conhecido ao entrar para a história da Romênia, realmente tenha sido um vampiro.

Cenários reais

Town Hall in Brasov (Romania)

Apesar da fama que ganhou por conta dessa lenda, a Romênia está cheia de cenários reais que mais parecem ficção devido a sua extrema beleza. Para apreciá-los, o verão e a primavera apresentam temperaturas mais agradáveis, enquanto o inverno é a época perfeita para quem deseja ver neve.

Em cidades como Brasov, você se sentirá voltando no tempo. Apesar de não ser uma cidade pequena, o centro histórico dá a impressão de que você entrou num borgo medieval – afinal, a cidade foi fundada em 1212! Para se hospedar, prefira a parte mais velha da cidade, pois lá está a maior parte das atrações.

De lá, você também pode usar trens e ônibus para ir a muitos outros cantos, como a Fortaleza de Rasnov, o Castelo de Bran, o Castelo de Peles, e outras cidades históricas, como Sibiu e Sighisoara.

Culinária para todos os gostos e bolsos

Comer na Romênia é uma grande experiência, porque além dos sabores, os preços são bastante palatáveis. De food trucks a restaurantes estilosos, não faltam opções para matar a sua fome.

Toda refeição costuma começar com uma sopa – conhecida como “Ciorbă”, com os sabores feijão com carne (fasole cu carne), vegetais (ţărănească), almôndegas (perişoare) ou uma versão com tripas (burtă).

Para os amantes de carne, um dos pratos mais famosos é o Sarmale, que consiste em carne de porco moída numa mistura de arroz e ervas, servida enrolada em folhas de repolho. Há também o Tochitură, que é uma carne cozida com cebola e que acompanha uma outra tradição, a Mamaliguta ou Mamaliga, que nada mais é do que uma polenta.

No momento de pedir uma sobremesa, a Papanaşi é uma das mais tradicionais. Feita com queijo cottage, é servida com geleia e sour cream. Costuma ser bem servida e, como não é muito doce, é fácil comê-la e querer repetir!

« Older posts

Copyright © 2015 Blog do ViajaNet - Todos os direitos reservados

Topo ↑