Guia da Chapada Diamantina [2020]: onde fica, como ir, quando ir e 11 passeios absolutamente deslumbrantes para quem ama a natureza!

Para quem ama aventuras e natureza, a Chapada Diamantina é um dos principais destinos do mundo.

Localizada na Bahia, a Chapada como todos sabem não têm praia: mas têm as mais deslumbrantes imagens que a natureza pode nos proporcionar.

Quando obtemos um contato muito intenso com a natureza, é possível sentirmos a vida de cada átomo que compõe determinado lugar.

A Chapada Diamantina torna possível essa experiência e ainda encanta os visitantes com a diversidade natural do seu cenário.

Essa região de serras é protegida pelo Parque Nacional da Chapada Diamantina e está situada no centro do estado da Bahia.

Na Chapada, você irá encontrar Cachoeiras, cavernas, cânions, cidades históricas, lindas paisagens e muita aventura.

Uma viagem como essa garante experiências únicas e apresenta belezas nacionais, as quais merecem a nossa admiração.

Descubra o tudo sobre a Chapada Diamantina para aproveitar da melhor maneira esse passeio, neste guia do ViajaNet.

Índice de Conteúdo

  1. Onde fica a Chapada Diamantina? Como é?
  2. Quando ir: as melhores épocas para ir à Chapada Diamantina
  3. Como chegar à Chapada Diamantina
  4. O que fazer: os 11 melhores passeios na Chapada Diamantina
  5. Conclusão

Acesse o conteúdo pelo seu passeio / ponto turístico preferido: Gruta da Lapa Doce | Gruta do Rio Pratinha | Gruta do Poço Encantado | Cachoeira da FumaçaVale do Capão | Morro do Pai Inácio | Cemitério Bizantino | Morrão | Pantanal de Marimbus | Cidade de Pedra | Lençóis

Onde fica a Chapada Diamantina? Como é?

Chapada Diamantina

A localização é incrível… com bons amigos, vai entrar NA HISTÓRIA de cada um!

A Chapada Diamantina fica bem no centro no estado da Bahia.

Compreende os municípios de Andaraí, Ibicoara, Iramaia, Itaetê, Mucugê, Palmeiras e Lençóis (mais conhecida por esses dois últimos, especialmente Lençóis, que usaremos como referência para distâncias).

A região é protegida por um parque nacional, que é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Está a 427 km de Salvador – BA, mas também possui um pequeno aeroporto.

Porém, nada disso é a Chapada Diamantina. No fundo, a Chapada Diamantina é um estado de espírito, como você poderá ver nesse post!

Quando ir: as melhores épocas para ir à Chapada Diamantina

Cachoeira na Chapada Diamantina

De novembro a janeiro, há chuvas de verão: e elas tornam as cachoeiras incríveis!

Há melhores épocas para ir à Chapada? Sim e não.

Nenhuma época é problemática e cada estação tem a sua vantagem, tão perfeito é o lugar!

Novembro a janeiro (Cachoeiras incríveis): tem chuvas de verão, as trilhas podem ter lama (quem se importa? rs) e as cachoeiras estarão em no estado da arte.

Março a maio (Verde exuberante): já não tem chuvas de verão e esta é a época onde o verde estará mais exuberante do que nunca!

Maio a outubro (Águas azuladas): nesta época, nos dias mais claros, os raios de sol são diferentes e podem deixar as águas azuladas (como você verá abaixo!).

Diante dessas opções, o que você escolhe: cachoeiras incríveis, verde exuberante ou águas cristalinas azuladas?

Calma, você pode se tornar um fã e ir em todas as épocas!

Se você está amando, já quer saber… Como chegar à Chapada Diamantina?

Chapada Diamantina: como chegar?

Você pode chegar na Chapada por avião, carro e ônibus!

Chegar nesse paraíso da natureza externa e interna, é uma aventura. Há basicamente as 3 opções:

De avião: sim, na Chapada tem um pequeno aeroporto e é a forma mais confortável de chegar lá. É o Aeroporto Coronel Horácio de Matos em Lençóis. Veja passagens para a Chapada via Lençóis aqui e, saindo de Salvador, chegue em apenas 1 hora.

Os voos diretos de Salvador saem às quartas-feiras, quintas e domingos. De Belo Horizonte, às quintas e domingos.

De carro: são 427 km a partir de Salvador, cerca de 5 horas de viagem sem parar.

De ônibus: é a viagem mais “roots”, mas já no ônibus você pode fazer amigos e encontrar companheiros de viagem. São quase 7 horas de viagem.

E então, por qual meio de transporte pretende ir?

O que fazer: separamos os 11 melhores passeios na Chapada Diamantina (alerta: você vai se deslumbrar com as fotos!)

Agora que você já sabe a parte “burocrática” da viagem, rotas, melhores épocas e localização do destino, vamos ao que importa:

O que fazer neste lugar maravilhoso?

Bem, separamos 11 dicas de passeios que são absolutamente fora de série!

Indo para a Chapada Diamantina, você encontrará uma das paisagens mais lindas do planeta Terra.

Está preparado? Então vamos lá aos 11 passeios!

1. Que tal Conhecer a Gruta da Lapa Doce (Lençóis), uma das maiores do Brasil?! Veja que imagem sensacional:

Gruta da Lapa Doce

Gruta da Lapa Doce (Lençóis)

A Gruta da Lapa Doce é a terceira maior do país.

Ela conta com mais de 17 quilômetros mapeados, sendo 850 metros abertos para visitação.

A trilha para chegar até lá é bem fácil e ainda é repleta de paisagens encantadoras.

As formações rochosas da gruta são curiosas e diferentes.

O passeio só pode ser feito com um guia e dura por volta de uma hora e meia.

O local conta ainda com lanchonete e restaurantes.

Deslumbre-se!

2. Imagine, agora, você mergulhando na gruta do Rio Pratinha (Lençóis) nestas águas cristalinas!

Gruta do Rio Pratinha - Chapada Diamantina

Gruta do Rio Pratinha (Lençóis)

Sempre vale dizer: o mergulho na gruta do Rio Pratinha é permitido.

Enquanto você flutua sobre as águas azuis, pode observar os tipos de peixes ali existentes e ainda admirar as formações rochosas do local.

Um guia, especializado em mergulhos em cavernas, acompanha de perto o passeio e lhe dá dicas do que ver e conta o porque das coisas.

Nos conte: você já tinha imaginado uma gruta com águas assim cristalinas?

3. Pare tudo! Você vai ficar estupefato quando chegar à gruta do Poço Encantado (Itaetê)

Poço Encantado - Parque Nacional da Chapada Diamantina - Brasil

Poço Encantado (Itaetê)

A água do local é tão azul e cristalina que chega ser possível enxergar perfeitamente as formações rochosas que se formam a dezenas de metros de profundidade.

Qualquer ser humano fica: es-tu-pe-fa-to (não há outra palavra para descrever)!

Você precisa sentir a vibe deste lugar!

4. Conheça a Cachoeira da Fumaça (Vale do Capão) e deslumbre-se com o arco-íris que se forma!

Cachoeira da Fumaça - Chapada Diamantina

Cachoeira da Fumaça (Vale do Capão)

Uma abertura em um paredão com mais de 300 metros de altura faz cair uma corrente fina de água.

A cachoeira forma um belo arco íris em dias de sol.

O término da queda da água se dá quando ela se dissipa e dá a impressão de retornar ao topo em forma de fumaça.

A trilha para chegar ao local é de 6 quilômetros, mas vale a caminhada.

5. Momento curtição e relaxamento: é hora de se banhar nas piscinas naturais no Vale do Capão

Piscinas Natuais no Vale do Capão - Chapada Diamantina

Piscinas naturais no Vale do Capão

A cachoeira do Riachinho é uma queda de 20 metros que desemboca em algumas piscinas naturais.

Esse passeio permite que você se refresque e relaxe na água agradável do local.

Assim como essa cachoeira, você encontrará MUITAS outras na Chapada Diamantina.

6. Parada OBRIGATÓRIA na Chapada: Morro do Pai Inácio (Palmeiras)

Morro do Pai Inacio - Chapada Diamantina

Morro do Pai Inácio (Palmeiras)

Com mais de 1.100 metros de altitude, o Morro do Pai Inácio conta com a melhor vista panorâmica de toda a Chapada Diamantina.

A subida até lá dura por volta de 20 minutos e é recheada de paisagens de tirar o fôlego.

Essa é uma parada considerada obrigatória na Chapada.

7. Algo inusitado (mas um passeio importante): descubra a arquitetura do cemitério Bizantino (Mucugê)

Cemitério Bizantino - Chapada Diamantina

Cemitério Bizantino (Mucugê)

Agora um cenário totalmente diferente da Chapada… esperamos que você não tenha medo!

Porque, mesmo diferente de tudo, vale o passeio.

O cemitério Bizantino na Chapada Diamantina foi construído no século 19.

A arquitetura é bem diferenciada e incomum, o que atrai muitos visitantes durante todo o ano.

8. Venha admirar as paisagens do Morrão (Vale do Capão), considerada a montanha mais bonita do Capão

Morrão mountain - Chapada Diamantina - Brasil

Morrão (Vale do Capão)

O Morrão é considerada, pela maioria dos turistas, a montanha mais bonita da Chapada.

As paisagens proporcionadas pela trilha que te leva até o Morrão são inesquecíveis e perfeitas para quem gosta de aventura.

Prepare a câmera, tire fotos… e não esqueça de fotografar com o coração!

9. Gosta de conhecer a fauna e a flora? Que tal passear pelo Pantanal de Marimbus (Andaraí) em barcos de madeira?

Marimbus – Chapada Diamantina – Bahia - Brasil

Pantanal de Marimbus (Andaraí)

Marimbus é uma planície inundada e conta com espécies gigantes de peixes.

É possível fazer a travessia com barcos de madeira, que dura mais de uma hora e meia.

A paisagem é repleta de verde e tem uma fauna privilegiada.

10. Conhecer a Cidade de Pedra (Igatu) e deslumbre-se com a leveza das construções

Cidade de Pedra Igatu - Chapada Diamantina

Cidade de Pedra (Igatu)

Igatu é conhecida como a cidade de pedra.

A arquitetura do município tem a pedra como material.

A Galeria Arte & Memória mantém casas antigas feitas de pedras e também utensílios utilizados no garimpo entre 1930 e 1950.

Sem dúvida, é imperdível!

11. Lençóis: afinal ninguém é de ferro, então aproveite para conhecer os restaurantes e bares de Lençóis

Lençóis Bahia

Conheça Lençóis – BA

 

Lençóis é uma das cidades mais charmosas da região da Chapada.

O local conta com inúmeros restaurantes famosos entre os turistas e também ótimas pousadas para o seu conforto.

O restaurante mais popular se chamada Restaurante A Doce Vida, mas você não precisa esperar nada chique nem caro.

É aconchegante, pessoal, humano. Como aliás, tudo na Chapada Diamantina.

Gostou? Então reúna seus amigos e agende sua próxima viagem.

DICA BÔNUS: Como encontrar passagens aéreas e pacotes BARATOS para a Chapada Diamantina

Eu não sei você, mas nós quando lemos esse post ficamos com uma grande vontade de… ir agora mesmo para a Chapada Diamantina!

Mas, claro, nem sempre é uma viagem tão simples e exige planejamento.

Planejando bem você consegue economizar bastante e viajar de avião com mais conforto.

Passagens para a Chapada (via Lençóis): neste link você pode pesquisar as datas de voos.

Os voos diretos de Salvador saem às quartas-feiras, quintas e domingos. De Belo Horizonte, às quintas e domingos.

Use o QuandoViajar para encontrar as datas mais baratas: o QuandoViajar é uma ferramenta de pesquisa de melhores datas para viajar. Baseado na pesquisa dos usuários, conseguimos montar um calendário com sugestões de voos!

Pacotes de Viagens para Chapada: prefere comprar tudo junto e economizar mais? Os pacotes são uma ótima opção!

Conclusão: para quando você vai marcar sua viagem à Chapada Diamantina?!

Depois de tudo o que vimos, não podemos concluir outra coisa sobre a Chapada Dimantina a não ser:

É sem dúvidas um dos destinos mais bonitos do Brasil e do mundo para quem ama a natureza!

É claro que será uma viagem bem roots, cheia de trilhas, de grutas e subidas a montanhas incríveis, mas dá para ter conforto viajando de avião para lá.

Porém, não importa o meio de transporte para se chegar: importa mesmo é SENTIR A CHAPADA DIAMANTINA.

Concorda?

1 Comment

  1. Flávia Salles

    10/10/2019 at 12:31

    Uau, adorei o guia!!! 👏👏👏

    Pretendo ir em janeiro e agora jah sei exatamente que lugares visitar. Que pousada vocês recomendam??

    Esperava poder ver as aguas azuis mas cachoeiras são a minha grande paixão

    ótimo post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2015 Blog do ViajaNet - Todos os direitos reservados

Topo ↑